Como utilizar os óleos essencias na Aromaterapia

por Energia Em Equilíbrio em 15 de Dezembro de 2015

Olá! Pode seguir todas as novidades da Energia Em Equilíbrio subscrevendo a nossa Newsletter no canto superior direito. E ainda recebe um Voucher de 10% de desconto. Obrigado pela sua visita!

Na continuação do post anterior sobre Utilização e efeitos das plantas na Aromaterapia, segue este post para completar a informação sobre a utilização de óleos essenciais. Consulte com atenção as diferentes maneiras de usar os óleos e, se tiver alguma dúvida, contacte-nos.

Physalis Vaporizador Ultrasónico

Uso interno

  • O uso interno de óleos essenciais pode ser muito eficaz, contudo a ingestão de óleos essenciais deve ser feita apenas com cautela e com conhecimento fundamentado. Certos óleos são de utilização exclusivamente externa. Verificar sempre a embalagem.

Uso externo

  • Massagem, banho e duche

Os óleos essenciais são ideais para utilizar em massagens pois maximizam os efeitos relaxantes, para relaxar profundamente no banho ou para revitalizar o corpo no chuveiro. Eles penetram facilmente na pele onde exercem os seus efeitos benéficos. Para este fim deverá diluí-los num óleo vegetal neutro (óleo de amêndoas doces ou óleo de jojoba, por exemplo), creme, champô.

  • Utilização local

Para algumas indicações utilizam-se altas concentrações (> 20%), aplicam-se por exemplo, nos músculos e articulações, contra os parasitas, etc… Estas aplicações deverão ser feitas exclusivamente sob a supervisão de um terapeuta!

  • Inalação

Ideal para suavizar e acalmar a garganta e as vias respiratórias. Os óleos essenciais chegam rapidamente ao nariz e facilitam assim a respiração. Adicionar, num recipiente, 2 a 3 gotas de óleo essencial a água fervente, respirar os vapores libertados durante 5 a 10 minutos (atenção: evitar os óleos irritantes!).

  • Difusão

Utilizar preferencialmente difusores elétricos, que não aquecem o óleo, e que o difundem em partículas muito finas. Estes dispositivos difundem os óleos essenciais sob a forma de uma neblina aromática que contém milhões de micro partículas perfeitamente absorvidas pelo trato respiratório, exercendo um efeito benéfico sobre a saúde e o bem-estar.

Dependendo dos óleos essenciais utilizados, a neblina relaxa, estimula e facilita a respiração. Além disso, purifica o ar e simultaneamente confere um perfume subtil à atmosfera.

Physalis Vaporizador Ultrasónico

 

Aviso

  • A aromaterapia não deve ser praticada por mulheres grávidas (alguns óleos como junípero, alecrim e salva podem provocar contrações uterinas); por crianças com menos de 5 anos; por pessoas com doenças crónicas; por pessoas com problemas de pulmões como asma, alergias respiratórias ou doença pulmonar crónica (podem causar espasmos respiratórios).
  • Alguns componentes naturais dos óleos essenciais podem causar reações alérgicas em pessoas sensíveis (por exemplo, citral, d-limoneno, linalol, citronelol, geraniol, …). Leia sempre todos os avisos na embalagem!
  • Salvo indicação específica, os óleos essenciais não devem ser ingeridos; e deve evitar o contacto com os olhos e a boca; estando sempre atento a qualquer sinal de reação alérgica.

* O óleo de lavanda purifica a pele, promove a circulação e acalma o sistema nervoso.

Utilização
Via oral: 1 a 2 gotas, 2 x por dia. A diluir numa colher de chá de mel ou numa chávena de chá.

Via cutânea: massagem, banho: 1 a 2 gotas em 10 ml de óleo vegetal.

Difusão: 5 a 10 gotas, de acordo com a sua preferência ou, dependendo do tamanho da sala.

Pureza da pele

Lavandin OE 2 gotas
Gerânio O 2 gotas
Cedro OE 1 gota

Adicionar a uma bacia de água quente. Utilizar um pano embebido na água para colocar sobre a face.

Veja a oferta que a Energia Em Equilíbrio tem em Óleos Essenciais: Energia Em Equilíbrio – Aromaterapia

 

Leia outros artigos de interesse

blog comments powered by Disqus

Post anterior:

Post seguinte: